Antes de começarmos a abordar este tema é importante percebermos a função da gengiva no nosso sistema oral. Esta funciona como um sistema de suporte e proteção dos nossos dentes, revestindo o osso. Quando existe uma alteração e inflamação da mesma damos o nome de gengivite.

Acordaram de manhã e notaram sangramento das gengivas? Respondam a estas questões para perceber qual será a causa: sinto dores no dente de onde estou a sangrar? Ando numa altura de maior stress e aperto muito os dentes durante a noite? Ontem fui-me deitar e não lavei os dentes? Magoei-me a comer algo ontem ao jantar? Estou a fazer alguma medicação diferente?

Responder a estas questões ajuda-nos a perceber o motivo desse sangramento, que vamos resumir em 5 explicações principais:

  1. Cárie ou fractura: a existência de uma cárie ou fractura dentária poderá provocar inflamação gengival na zona desse dente, por haver maior deposição de bactérias. Se sentirem que vos falta um pedaço do dente, sensibilidade ao frio, quente ou aos doces estejam atentos, porque o sangramento que viu poderá ser consequência de algo dentário.
  1. Bruxismo: ao dormir é suposto os nossos dentes não tocarem uns nos outros, quando temos um hábito, chamado de parafuncional, de apertar os dentes ou rangê-los de um lado para o outro estamos a forçar o nosso sistema oral e a sobrecarregar os nossos dentes e gengivas, criando inflamação das mesmas, podendo levar ao sangramento. Neste caso temos que avaliar o motivo deste hábito e controlar. Muitas vezes está associado a alturas de maior stress ou poderá ser crónico.
  1. Higiene insuficiente ou ineficaz: não escovar os dentes da maneira correta, em movimentos circulares, com recurso a escova e pasta não abrasivas, assim como o não uso do fio dentário para retirar aqueles restos alimentares entre os dentes, levam a que a nossa gengiva inflame e consequentemente sangre. Também a acumulação de tártaro pode levar a esse sangramento. Daí a importância de fazerem uma consulta de higiene oral e controlo de 6 em 6 meses com o vosso médico dentista.
  1. Trauma: muitas vezes acontece magoarmo-nos durante as refeições com algum alimento ou mesmo queimarmos a gengiva com algo quente. As famosas pipocas são peritas em deixar-nos algumas lesões na gengiva. Por isso estejam atentos, caso aconteça devem primeiro perceber se está algo ainda preso na gengiva, remover se for o caso, higienizar bem a zona e aplicar um gel desinfectante e cicatrizante. Se não melhorar ou se não conseguir pelo acesso ao local ser difícil fale connosco, que ajudamos!
  1. Medicação: existem medicações que poderão provocar alterações gengivais, tais como antiepilépticos (fenitoína), os bloqueadores de canais de cálcio (nifedipina) e os imunossupressores (ciclosporina). Também a toma de anti-depressivos cronicamente poderão provocar diminuição da produção de saliva e como consequência desconforto e sangramento gengival. Aqui também é importante falar do caso de durante a gravidez ocorrerem alterações hormonais que poderão criar inflamação gengival.

Estejam atentos e não tenham receio de recorrer ao vosso médico dentista, estamos cá para vos ajudar!

Artigo escrito a convite para o “Jornal da Bairrada” na edição especial “Saúde Oral”, no dia 15 de Outubro de 2020.

Share This